Novidades Cam.Brasileiro

Cruzeiro empata com o Coelho e segue sem vencer

Fabrício, para a Raposa, e Fábio Jr., para o América, marcam

                                                      América-MG x Cruzeiro (Foto: Gil Leonardi)


América-MG e Cruzeiro ficaram no empate em 1 a 1 na noite deste sábado, na Arena do Jacaré, no clássico mineiro em Sete Lagoas. O confronto, válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, teve gols de Fabrício, para a Raposa, e Fábio Júnior, para o Coelho. Com o resultado, os celestes ficam na 18ª colocação, com três pontos, e seguem sem vitória. Já o Alviverde fica na 15ª posição, com cinco pontos.

PRIMEIRO TEMPO

O Cruzeiro iniciou a partida tentando sufocar o América. A ofensiva celeste abusava das jogadas pela ponta esquerda, tentando aproveitar a improvisação do zagueiro Otávio na lateral direita americana. Já o Coelho tentava surpreender no contra-ataques, aproveitando a velocidade de Alessandro e o talento de Fábio Júnior. Mas, nos dez minutos iniciais, os goleiros não tiveram que trabalhar.

Aos 10, o Cruzeiro fez a sua primeira finalização ao gol. Em falta próxima a área, Gilberto bateu direto, tentando surpreender Flávio, que fez fácil defesa. A pressão inicial da Raposa cessou e o jogo ficou franco, com pouca marcação no meio-de-campo e os homens de criação tendo liberdade para armar o time. Esse estilo de jogo favoreceu a Raposa inicialmente.

Aos 15, a zaga do América vacilou e o Cruzeiro abriu o marcador. Montillo cobrou falta na ponta esquerda para Fabrício, que estava sozinho, cabecear forte, sem chances de defesa para Flávio. O gol desnorteou o Coelho. No lance seguinte, Montillo roubou a bola de Anderson e rolou para o meio da área. Após confusão, Wallyson pegou a sobra na marca do pênalti, mas finalizou sem direção.

O jogo ficou morno. O Cruzeiro esperava o América atacar, para tentar sair nos contragolpes. No entanto, o Alviverde não se arriscava com muitos homens no ataque, temendo a qualidade dos homens de frente celestes. Aos 34, o Coelho conseguiu uma roubada de bola no ataque, Leandro Ferreira chutou de longe e a bola passou próxima ao gol de Fábio.

Aos 43, Gilson recebeu pela ponta esquerda e cruzou para a área. Fábio Júnior e Alessandro disputaram a bola com a zaga celeste até Fábio sair do gol e afastar o perigo. Aos 46, o último lance de perigo. Em falta frontal, Gilberto cobrou no ângulo, Flávio se esticou todo para mandar para escanteio.

SEGUNDA ETAPA

O Coelho começou a todo vapor: aos 15 segundos, após jogada de Alessandro pela direita, Amaral finalizou de longa distância e Fábio segurou firme no meio do gol. Aos dois minutos, o Cruzeiro respondeu. Gilberto chegou a linha de fundo e levantou para Anselmo Ramon, Gabriel Santos chegou antes e cortou para escanteio.

Aos cinco minutos, a Raposa seguiu na pressão. Montillo fez fila pela esquerda e buscou Wallyson na grande área. Antes do atacante finalizar, Flávio se atirou na bola e impediu o segundo gol da Raposa.

Aos nove, o América conseguiu o empate. Em um chute cruzado de Amaral, Fábio Júnior se atirou na bola e o goleiro cruzeirense não conseguiu defender. No lance seguinte a Raposa tentou voltar ao domínio do marcador, em um chute de longe de Montillo, mas a bola subiu demais, não oferecendo perigo a Flávio.

O técnico Cuca tentou mudar os rumos do jogo colocando Brandão e Dudu - deixaram o campo Anselmo Ramon e Henrique, ambos vaiados. Aos 16, Wallyson recebeu de Marquinhos Paraná, invadiu a área e soltou uma bomba de canhota, a bola passou raspando o travessão. O Cruzeiro seguia pressionando, Fabrício levantou a bola, Brandão finalizou de bicicleta e Flávio impediu um golaço da Raposa.

Irritada, a torcida do Cruzeiro pediu mais raça dos jogadores. A pressão pareceu ter incomodado os celestes, que começaram a fazer muitas faltas e errar passes em demasia.

Aos 27, Sheslon levantou bola perigosa, Fábio saiu de soco e ligou o contragolpe. Em falta pela ponta direita, Fabrício, do América, aos 35 minutos, bateu direto pro gol. Fábio defendeu com segurança. Aos 37, Montillo fez grande jogada pela esquerda e lançou Wallyson, que, de primeira, finalizou por cima do gol de Flávio.

No minuto seguinte, Kempes subiu mais alto que a zaga celeste, mas cabeceou sem direção. Aos 47, numa bomba de Leandro Ferreira, a bola explodiu na trave, encerrando o confronto. Quase o América-MG saiu vitorioso do clássico.

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe, na Arena do Jacaré, o Coritiba, sábado, às 21h. Já o Coelho só volta a campo no dia 29 para receber o Flamengo, também na Arena do Jacaré.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 1 CRUZEIRO

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data-Hora: 18/6/2011 - 21h (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Fábio Pereira (TO)
Renda e público: R$ 87.145,00 / 5.027 presentes
Cartões amarelos: Gabriel Santos, Dudu e Leandro Ferreira (AME); Gil e Gilberto (CRU)
Cartões vermelhos: -
Gols: Fabrício 15'/1ºT (0-1) e Fábio Júnior 9'/2ºT (1-1)

AMÉRICA-MG: Flávio, Otávio (Sheslon 18'/2ºT), Anderson, Gabriel Santos e Gilson; Dudu, Leandro Ferreira, Amaral e Rodriguinho (Fabrício 25'/2ºT); Alessandro (Kempes 37'/2ºT) e Fábio Júnior - Técnico: Mauro Fernandes.

CRUZEIRO: Fábio, Pablo (Everton 30'/2ºT), Gil, Leo e Gilberto; Marquinhos Paraná, Fabrício, Henrique (Dudu 15'/2ºT) e Montillo; Wallyson e Anselmo Ramon (Brandão 15'/2ºT) - Técnico: Cuca

Atlético-PR anuncia Santiago Garcia, do Nacional-URU

Jogador chega a Curitiba nos próximos dias para se apresentar à nova equipe

                                                                   Santiago Garcia, do Nacional (Foto: Reuters)


Depois de dias negociando, finalmente o Atlético-PR anunciou neste sábado, em seu site oficial, a contratação do jovem Santiago Garcia. "El Morro", como é conhecido o jogador, grande revelação do futebol uruguaio, desembarca em Curitiba nos próximos dias.

A informação foi confirmada pelo diretor de futebol do Furacão, Alfredo Ibiapina, que participou de inúmeras reuniões no Uruguai para concretizar a contratação.

Santiago García tem 20 anos e foi revelado pelo Nacional, do Uruguai. Estreou no futebol profissional com apenas 17 anos, chamando a atenção pela velocidade e força dentro de campo. O jogador marcou um gol logo em sua primeira partida oficial como profissional, contra o Defensor Sporting Club, do Uruguai. O jovem teve uma passagem pela seleção sub-20 do Uruguai em 2009, com a disputa do Sul-Americano da categoria e do Mundial sub-20, no Egito.

Santiago marcou os três gols do Nacional na Libertadores e ajudou o Nacional a conquistar o Torneio Clausura e o Campeonato Uruguaio 2010-2011, confirmando a fama de artilheiro. Foi também o principal goleador do Uruguai na temporada 2010-2011 com 23 gols, além de ser o artilheiro do Torneio Apertura, com 15 gols.

 

 

Pep é impaciente com o progresso do 'caso Cesc'

Wenger está escondido e, como no verão passado não vai falar com o clube. Não descarta intervenção Rosell

                                                      
Cesc Fabregas é o alvo número um para o Barcelona. É porque eles decidiram Pep Guardiola. Mas o técnico do Barça está de volta com a mosca atrás da orelha nesta operação que cada vez se parece mais com a última temporada que terminou em fracasso.

Wenger está usando as mesmas táticas que na temporada passada. Ele não fala com o Barcelona. Ou no telefone e liga para uma reunião. Sua tática é usar e está deixando de gastar tempo com o Barcelona empatados. Esse é o grande problema. O clube catalão não pode se mover em qualquer direção e você não sabe o que será gasto com o meio-campista do Arsenal.

Se Wenger sinais de vida, Barcelona terá que mudar de estratégia. Até agora, tudo que eu sei é Darren Dein Arsenal, Cesc representante. Mas em linha reta do clube Inglês, nada.

A nova estratégia poderia passar através da intervenção de Sandro Rosell. O presidente teria que pegar o touro pelos chifres e pular diretamente para Arsene Wenger e conversar com os proprietários do clube de Londres. Caso contrário, o tempo será executado em favor do Arsenal.

Não se esqueça que no início de julho começa a pré-temporada para Arsenal e se feito com Cesc, tudo é mais complicado. Eo pior de tudo, o atraso na operação Cesc também os atrasos de outros jogadores. As contratações de Alexis Sanchez e Rossi estão pendentes Arsenal
.

 

                   Zidane recomenda meia Harzard do lili Para o Real Madrid

 

                                                                                             
Eden Hazard, 20, foi apenas proclamado campeão da Ligue 1 com o Lille, confirmando que é um dos novos talentos no futebol francês. Foi o melhor jogador do torneio Gallo, provando ser um líder preparado para dar o salto para uma grande equipe.

O futebolista, Bélgica internacional confirmou todas as expectativas que tinha Zidane. Isso leva tempo alerta para o Real Madrid na qualidade de um jogador com algumas condições incomuns.

"Eu arriscaria a Madrid com os olhos fechados. Gostaria de assinar", disse Zidane. O Real Madrid e tem muito que se sabe que um jogador deve ser levado em conta, o que é feito para ter sucesso em um grande e esta época deu um salto de qualidade.

Palavras Zidane confirmam que é mais uma dentro da escuteiros que têm o clube, que a sua visão cada vez tem mais em mente. Especialmente agora que é ao lado de José Mourinho, que revê os vídeos e conversar por horas de futebol.
O perigo é um exemplo para entender que Zinedine Zidane, como Ronaldo, está olhando para novos talentos em seus respectivos países. Os próprios jogadores são contrastadas. O crédito é descobrir antes de qualquer outra pessoa que pode jogar no Real Madrid.

Não apenas um jogador qualquer para este clube, como bom o suficiente, e eles sabem bem a necessidade de um clube como o blanco.Hazard é um meia-atacante, habilidoso, com boa gestão de ambas as pernas, a visão excelente e com capacidade de marcar gols. Tem uma sala muito grande para a melhoria e já está na órbita de outros clubes como o Arsenal.

Um perigo é também para a sua mentalidade. É um menino feito em Zizou, focado e humilde. Quem leva o jogador levaria um jogador com um grande futuro e não será desapontado com seu comportamento fora do campo. Um jogador exemplar.

City entra em contato com Cristiano Ronaldo

No entanto, o português teria pedido R$ 1 milhão semanal para deixar o Real Madrid

 

                            Cristiano Ronaldo - Real Madrid x Almería (Foto: JuanJo Martin/EFE)
Cristiano Ronaldo teria sido procurado pelo xeque Mansour bin Zayed Al-Nahyan (Foto: JuanJo Martin/EFE)

LANCEPRESS!
Publicada em 18/06/2011 às 10:24
Londres (ING)

Cristiano Ronaldo teria confidenciado a amigos que foi procurado por representantes do Manchester City, interessados em levá-lo de volta ao futebol inglês. A notícia foi publicada neste sábado no site do diário inglês Daily Mirror.

Ainda segundo os ingleses, o jogador do Real Madrid foi contactado pelo próprio xeque Mansour Bin ZayedAl-Nahyan, proprietário do City. O português teria escutado a proposta, mas pediu um salário em torno de R$ 1 milhão semanal para deixar o Espanha.

Todavia, o Manchester City insiste que nunca fez uma proposta oficial para Cristiano Ronaldo.

 

Inspirado nos ídolos Kaká e Sneijder, Coutinho quer brilhar em Milão

Como os dois exemplos que tem na posição, brasileiro promete trabalhar forte para se destacar na charmosa cidade italiana na próxima temporada

Por Thiago Barros Rio de Janeiro

Philipe Coutinho gol Inter de Milão (Foto: AFP)Philipe Coutinho: volta por cima após grave lesão
no Inter de Milão (Foto: AFP)

Milão é conhecida em todo mundo como uma das capitais da moda. No entanto, para os amantes do futebol, o que importa mesmo na cidade italiana é a rivalidade entre Milan e Inter de Milão. Para o jovem Philippe Coutinho, jogador do Inter, não é diferente. Ele sonha em um dia ser reconhecido por todos os habitantes locais, como são Kaká, que se destacou no Milan, e Wesley Sneijder, seu companheiro no clube nerazzurri, ambos grandes exemplos para o jogador em sua trajetória no país.

Com 19 anos recém completos, Philippe viveu uma temporada de momentos bem distintos em seu primeiro ano na Itália: chegou como grande promessa, teve algumas chances de jogar e foi bem, mas sofreu uma lesão grave, ficou mais de dois meses sem jogar e, então, oportunidades passaram a ser raras. Mesmo assim, ainda conseguiu marcar um gol e causar boa impressão tanto nos torcedores como na diretoria. No fim, balanço positivo, ainda mais após a convocação para disputar o Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira.

- Para mim, foi uma temporada boa, porque assim que cheguei lá, joguei alguns jogos como titular e aproveitei as chances. Depois me machuquei, acabei tendo menos chances, mas foi uma temporada boa. Sabíamos que seria difícil, porque o Inter ganhou tudo no ano passado e entraria pressionado, mas ganhamos a Coppa Itália e ficamos em segundo no Nacional. São resultados importantes. Além do título mundial, que conquistamos o final de 2010  - disse o jogador, que curte férias no Rio de Janeiro, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM.

Philipe Coutinho (Foto: Reuters)Até debaixo d'água: Coutinho promete lutar bastante para se destacar jogando no Inter (Foto: Reuters)

Individualmente, Philippe lembra que a lesão bem no meio da temporada atrapalhou, já que ele ficou mais de dois meses longe dos gramados e acabou perdendo um pouco de ritmo de jogo. Além disso, o jogador lembra que a concorrência por uma vaga na equipe é grande e considera normal o fato de atuar poucas vezes no ano.

- A lesão atrapalhou um pouco, fiquei dois meses e meio parado e com certeza isso complica qualquer jogador, até porque você está no ritmo de jogo, para, e  voltar é difiícil. Iisso dificultou, mas agora estou bem. O Inter tem excelentes jogadores, é difícil, mas estou buscando meu espaço - analisou.

Coutinho também falou sobre o relacionamento com o técnico brasileiro Leonardo, que está cotado para deixar o clube na próxima janela de transferências. Segundo ele, Leo não tinha problemas no grupo e foi importante para seu crescimento no elenco.

- O relacionamento é bom, ele é um cara supre gente boa, fala com todo mundo, sempre procura ajudar e me ajudou bastante. Ele sempre conversou comigo, me deu toques, em relação ao que poderia melhorar, e foi muito importante. Sei que não tive tantas chances, mas futebol é assim - explicou.

phillippe coutinho internazionale werder bremen (Foto: agência AP)Coutinho jogou contra o Werder Bremen na Liga
dos Campeões da Europa (Foto: AP)

Ajuda dos brasileiros e inspiração em Wesley Sneijder

Quem também ajudou muito na adaptação do apoiador ao Inter de Milão foram os outros brasucas do elenco: o zagueiro Lúcio, o lateral Maicon e o goleiro Júlio César. Segundo ele, todos foram como irmãos mais velhos em Milão.

- Eles me ajudaram bastante, todos os brasileiros. O Maicon, o Lúcio, que é super gente boa, o Júlio César... Ajudaram a mim e a minha família, se preocuparam comigo, e minha adaptação até foi mais tranquila também por causa deles - contou o jogador, que também é só elogios ao camisa 10 do time, o holandês Wesley Sneijder.

- Ele fala comgio bastante, sempre treino com ele, vejo ele batendo as faltas... O cara joga demais, sempre fico olhando o que ele faz, procuro aprender um pouco e me inspiro nele, com certeza. Até no gol que fiz, de falta, comentei sobre ele, porque sempre fico olhando o jeito que ele bate - observou o apoiador brasuca, que fez um gol em 13 jogos pelo Inter no ano.

Futuro no Inter e felicidade pelo Vasco

Muitos veículos da imprensa italiana chegaram a cogitar um empréstimo de Coutinho, que é visto como uma jóia a ser lapidada pelo Inter de Milão, na próxima temporada. O jogador, no entanto, se vê como mais um nome nas diversas especulações de mercado do momento e nega que tenha intenção de trocar de clube. Além disso, ele também comenta outra "novidade" dos jornais italianos: Kaká no Inter de Milão.

Treino da Seleção brasileira - Philippe Coutinho e Jefferson (Foto: Mowa Press)Objetivo de Philippe Coutinho agora é brilhar na
Seleção Brasileira (Foto: Mowa Press)

- Ninguém falou nada comigo, vou seguir meu calendário normal, me reapresentar ao Inter e quero me firmar lá. É tudo especulação, como a história do Kaká. Mas se a dele fosse verdade, seria ótimo. É um ídolo meu, procuro me espelhar nele e já falei isso algumas vezes, então seria muito legal mesmo - revelou o ex-vascaíno, que aproveitou para elogiar o título da Copa do Brasil conquistado pelo Cruzmaltino.

- Fico feliz, foi excelente esse resultado. Estive na festa do título em São Januário, passei por lá e festejei bastante. Fiquei na torcida assistindo ao jogo e foi muito legal. Torci até o último minuto na partida em Curitiba e valeu a pena. É um título muito importante para o Vasco - finalizou.

Antes de voltar ao Inter, no entanto, Philippe tem mais um desafio: vai disputar o Mundial Sub-20 com a Seleção Braslieira da categoria. Considerado a grande estrela do time, que não terá Neymar e Lucas que brilharam no Sul-Americano, o jogador se apresenta ao técnico Ney Franco no próximo dia 4 de julho para iniciar a preparação.

Na estreia de Abel no Rio, Bahia bate Flu no finzinho

Fluminense é pressionado pelo Bahia no segundo tempo, sofre gol de Jobson nos acréscimos e deixa o gramado sob vaias

                                                                         Jobson comemora seu gol na vitória sobre o Fluminense (Foto: Paulo Sérgio)
Jobson se emocionou após o gol da vitória do Bahia (Foto: Paulo Sérgio)

Rodrigo Lois
Publicada em 18/06/2011 às 20:30
Rio de Janeiro (RJ)

A primeira vez a gente nunca esquece. Mas talvez o técnico do Fluminense, Abel Braga, deva reconsiderar o ditado. Na estreia do treinador no Engenhão, neste sábado, o Tricolor das Laranjeiras jogou muito mal e foi derrotado pelo Bahia por 1 a 0, com gol de Jobson nos acréscimos.


O Fluminense veio no 3-5-2 ensaiado na última semana, com as estreias de Ciro e Márcio Rosário. Outros "iniciantes" eram Diego Cavalieri, Carlinhos e Souza, que não eram titulares desde fevereiro, março e abril, respectivamente.

Já o Bahia, mais tímido, veio com três volantes e apenas um meia de criação. O cupido baiano, responsável por fazer a ligação entre defesa e ataque era Carlos Alberto, que virou adulto no futebol justamente no Flu, ao ser revelado em 2002, e estreava pelo Tricolor de Aço.

Em muitos casos, a primeira vez pode ser traumática, dolorida. Foi mais ou menos o que aconteceu com Souza, do Bahia. Logo no primeiro minuto, ele sentiu dores no músculo adutor da coxa direita e foi sacado.

Aliás, o primeiro tempo também foi sofrido para a torcida - média maior do que uma falta a cada dois minutos. Podia se observar em campo dois casais brigando: Valencia e Carlos Alberto, e Marcone e Conca. A "paixão" era tanta que sobrou até para Fred (mais recuado que o habitual), que teve a camisa rasgada.

E foi justamente o 9 que protagonizou o primeiro lance de perigo, de cabeça, após cobrança de falta de Conca. Já o Bahia, primeiro campeão nacional (conquistou a Taça Brasil de 1959) e também estreante no Engenhão, pouco ameaçava. Salvo a chance desperdiçada por Jobson no último minuto da nada romântica etapa inicial.

Nos contra-ataques, Bahia decide

Preocupado com a pouca movimentação de seu time pelos lados do campo, Abel decidiu substituir Carlinhos por Marquinho. Seu adversário, René Simões, mesmo com Marcone e Titi sentindo dores, não mexeu.

Após as preliminares nos 45 minutos anteriores, os times voltaram mais soltos, à vontade, sendo mais agressivos no ataque. Com poucos minutos, Cavalieri ganhou pontos no coração dos torcedores após evitar o que seria um lindo gol de Jobson. Estaria Ricardo Berna com ciúmes?

Se por um lado o Bahia ameaçava nos contra-ataques puxados por Jobson - que será julgado esta semana pela Fifa por doping quando ainda defendia o Botafogo, em 2009 -, o Flu tinha maior posse de bola e era mais agudo, como havia prometido Abel. Em menos de cinco minutos, Souza e Marquinho arrepiaram a torcida, com dois belos chutes de fora da área, sendo um na trave.

O Tricolor de Aço devolveu o carinho com ainda mais intensidade, com finalizações em sequência de Jobson, Jancarlos e Fahel. Sorte dos apaixonados pelo Flu que Cavalieri queria fazer bonito em sua reestreia.

Já nos acréscimos, no enésimo contra-ataque baiano, Ávine deixou Jobson livre para marcar o gol da vitória do Bahia. Em seu primeiro jogo no Engenhão, Abel Braga entrou em campo aplaudido. Porém, após 90 minutos de intensa pressão do adversário, o Fluminense saiu do gramado sob vaias - Fred foi um dos alvos - e derrotado. O Bahia agora deixa a zona de rebaixamento do Brasileirão após sua primeira vitória na volta à elite.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 1 BAHIA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 18/6/2011 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Márcio Santiago (MG) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Renda e Público: R$ 193.400,00 / 6.827 pagantes / 9.532 presentes
Cartões amarelos: Ciro e Gum (FLU); Carlos Alberto, Fahel e Titi (BAH)
Cartões vermelhos: -
Gol: Jobson 47'/2°T (0-1)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Gum, Edinho e Márcio Rosário; Mariano, Valencia, Souza, Conca (Matheus Carvalho 33'/2°T) e Carlinhos (Marquinho - Intervalo); Ciro (Rafael Moura 14'/2°T) e Fred - Técnico: Abel Braga.

BAHIA: Marcelo Lomba, Jancarlos (Marcos 41'/2°T), Titi, Paulo Miranda e Ávine; Fahel, Marcone, Diones e Carlos Alberto (Lulinha 27'/2°T); Souza (Júnior 4'/1°T) e Jobson - Técnico: René Simões.

Nova proposta por André é recusada e Fla mira Kléber

Palmeiras, porém, diz que Gladiador não sai e Dínamo não quer vender só parte dos direitos de ex-santista

                                                                    Kleber (Foto: Tom Dib)
                                                                       Kleber está na mira do Flamengo (Foto: jeanzinho)


A nova proposta apresentada pelo Flamengo ao Dínamo de Kiev pelo atacante André, por ora, também não foi aceita pelos ucranianos e o plano C do clube passa a ser Kleber, do Palmeiras.

 

O clube pretende oferecer três milhões de euros (R$ 6,8 milhões) para comprar os 50% dos direitos econômicos do jogador que pertencem ao Palmeiras.

Esse valor é um pouco inferior ao montante proposta pelo Rubro-Negro ao Dínamo de Kiev com o objetivo de adquirir apenas parte dos direitos econômicos do atacante André. Os ucranianos, por sua vez, só admitem vender a totalidade dos direitos.

O Verdão se manifestou sobre o interesse do Flamengo no Gladiador e rechaçou qualquer possibilidade de negócio.

- Isso é balela. Imagina se vamos vender Kleber? Deixa Kleber onde está. Não tem nada - disse ao PES TOOLS! Roberto Frizzo, vice de futebol do Palmeiras.

Além de não conseguir chegar a um denominador em comum em relação aos valores com o clube ucraniano, o Flamengo poderá ter dois concorrentes brasileiros na disputa pelo ex-santista.

Atlético-MG e Corinthians já fizeram uma sondagem sobre a situação de André, apesar de não terem, ainda, manifestado interesse na compra do jogador.

O clube paulista já havia apresentado uma proposta ao Dínamo pelo empréstimo do atacante mediante o pagamento de 500 mil euros (R$ 1,1 milhão).

O Flamengo tentou incluir Diego Maurício na transação na primeira oferta, mas obteve uma resposta negativa dos ucranianos.

Ganso treina com grupo e pode pintar na final da Liberta

Meia está recuperado de lesão no músculo reto anterior da coxa direita que o afastou dos gramados por 40 dias

                                                                   Paulo Henrique Ganso treina com bola durante circuito físico (Foto: Ivan Storti)
                                                          Paulo Henrique Ganso treina com bola durante circuito físico (Foto: Jean targino)


Recuperado de lesão no músculo reto anterior da coxa direita, Paulo Henrique Ganso participou do treino de dois toques com o restante do grupo santista e deve pintar na finalíssima da Copa Santander Libertadores, nesta quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu, contra o Peñarol (URU). O meia pareceu bem, correu e até dividiu algumas bolas quando foi necessário. O camisa 10 treinou com o sorriso no rosto.

De volta! Ganso participa do treino do Santos com o grupo

 

 

Ganso se recupera de lesão que o afastou dos gramados por cerca de 40 dias. O meia se machucou contra o Corinthians, na primeira partida da final do Campeonato Paulista, no dia 8 de maio. Nesta sexta, o craque havia feito pela primeira vez um treino físico com bola, em uma espécie de circuito.

 

Outros jogadores

Jonathan e Maikon Leite, que se recuperam de problemas musculares, apenas correram em torno do gramado novamente. O lateral-direito, pelo que parece, deve ser desfalque na


http://pes-online-tools.webnode.com.br